Batizado da Bia

Vou contar a saga do batizado…

Tudo começa quando batizar sua filha passa ser o evento mais importante do planeta. (Eu sinceramente não sigo estes rituais católicos, mas não tenho nenhuma objeção contra isto, fazer mal não vai).

Bom, resolvemos que quem iria batizar a Bia seria o padre Sales, eu havia participado de 2 casamentos proferidos por ele, e depois da experiência de ser casado pelo padre assassino (tipo, acho q ele não foi condenado ainda, mas a alegação é que ele matou 2 sem falar de umas histórias de pedofilia), eu achei que seria legal ser um padre legal.

Sendo que o tal do Sales só poderia realizar o Batizado numa igreja lá na barra do ceará(nossa senhora da assunção se não estou enganado).

Bom até aí tudo bem, tirando o curso e a reunião pré batizmo era só questão de ir e voltar no mesmo dia lá para barra.

Bom, vou pular os detalhes do tal do mandrião (a roupa que a Bia vestiu), o bolo e a festinha que a veruska queria fazer… bom foi uma grana nessa história, que eu não sei de onde vai sair ainda.. mas foi.

Então, no resumo da ópera, ou melhor do batizmo, ontem a gente foi lá para Barra (pense numa quebrada longe pra dedéu), chegando lá a reunião não aconteceu.. ou seja, uma mega perda de tempo.

Dae hoje quem celebrou o batizmo comunitário (sim, nós nos integramos no melhor estilo à comunidade, foi feliz tirando a demora), não foi o dito cujo padre Sales. Na hora eu lembrei das obrigações personalíssimas… ele furou.

O lance é que foi tranquilo, a bia não deu muito trabalho, o padre quase afogou ela com os baldes de água. A festa foi bacana, o rango estava muiiitoo bom e o bolo tb.

Tiramos uma pá de fotos e o resultado pode ser conferido no site de fotos da bia.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *