Furto X Roubo

Hoje foi um daqueles belos dias, cansativos mas 100% dedicado a família, então recompensador.

Como todo bom final de semana que se preze, fazer compras é a lei e, para variar, ir no Extra, o pior lugar para comprar verduras, legumes e frutas da face da Terra… nem Deus sabe por que raios eu insisto em fazer compras lá…

Bom, estava eu no dito supermercado qdo presenciei uma daquelas pessoas “carentes” que ficam rondando o supermercado pedindo para comprar uma lata de leite para seu 6o. filho e um biscoito recheado para o 3o. De repente escuto um cara gritar com ela, era um daqueles caras de prevenção de perdas acusando a dona de roubar e o supermercado inteiro parou para ver a zona.

Na hora eu lembrei do meu professor Fco. Marques e todos os outros que sempre dizem para aprendermos ao menos diferenciar roubo de furto. Aproveito o post para esclarecer (do meu jeito peculiar) isto para meus 250 bilhões de leitores carentes por informações úteis.

ROUBO precisa de violência, seja contra a pessoa ou contra a propriedade. Se o cara for te assaltar com um revólver é roubo podendo configurar ameaça, lesão corporal ou latrocínio se você virar alma. Pode também ser um maluco que arromba tua porta e leva para casa seu rayban de 500 pratas.

FURTO não tem violência, a tia entra no supermercado, bota a lata de mucilon dentro da camisa, finge que é gravidez e passa na maior.

Aprendeu? Qdo vc ver o tiozinho na TV falando que fulano tal roubou na circunstância indevida, pode chamar ele de burro.

Peare, mas não é só isso. Segundo parte da doutrina* (e agora não lembro se era majoritária ou não), para configurar o ilícito penal é necessário que o “meliante” tenha a posse tranqüila da parada.

Em prática, se eu fosse a tia e tivesse noção das coisas, na hora que o maluco tivesse gritado comigo eu “arrolaria” duas testemunhas e ia pedir um dano moral do Extra e ainda pediria em latas de leite em pó!

O barraco foi tão grande que chamaram até a ronda do quarteirão (que anda de toyota)… deu vontade de falar pro polícia: “Maluco, espera a tia sair do supermercado e prende ela se for o caso”.

Ao som de “In the presence of my enemies pt 2” aproveito para reclamar:

1o. “Porcaria de frutas, verduras e legumes neste supermercado”
2o. “O lazer proporcionado pelo circo que montam na sebastião de abreu todo final de semana é indiretamente proporcional ao caos gerado no trânsito daquele trecho. Bando de PNC, são dá para fazer alguma coisa direito não?! É sempre assim, caga aqui para não sujar alí?”

1 comment

  1. O pior é que a cagada vai ficando cada vez mais fedida.
    Será que é pq é ao lado do cocó?cocô?cococoricó?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *